23 de fevereiro de 2017

Não custa nada arriscar


Caramba, se um dia você me perguntar o que eu sinto por você eu não saberia responder. A verdade é que nunca parei de gostar de você. Eu tentei por meses negar esse sentimento que existia dentro de mim, mas eu preciso admitir isso para mim mesma. É uma droga gostar de alguém, porque nós não fazemos ideia do que se passa na cabeça daquela pessoa.

Isso é uma droga. Eu queria poder te olhar nos olhos e te dizer que eu não sinto nada por você, mas eu estaria mentindo, uma mentira grave. Que droga, cara!

Eu não sei mais o que sinto. Meus sentimentos são os mais confusos do mundo. Uma hora não quero saber de você, outra hora eu quero apenas achar um lar em teus braços. Uma hora eu não sinto ciúmes, outra hora eu já penso em como seria a morte daquela garota que estava com você 5 minutos atrás. Eu realmente não sei o que faço, o que irei fazer.

Eu não sei bem como, mas acho que desde que você chegou, este sentimento estava oculto em mim, e algo que você fez — que ainda não descobri o que foi — fez este sentimento despertar de vez, e aí, tudo foi se encaixando aos poucos, tudo começou a fazer sentido.

Eu sempre tenho paixões passageiras, mas com você, não foi assim. Você é aquele que faz a gente ter vontade de se trancar no quarto, se deitar na cama e ouvir música bad no último volume. Você é um idiota às vezes, você tem seus defeitos, mas eu não ligo, até porque eu mesma tenho os meus defeitos, eu tenho vários, na verdade. Mas suas qualidades... Cara, suas qualidades fazem eu gostar de você ainda mais, cada dia mais.

Quando eu te vejo, meu coração acelera tanto que acho que vou ter um ataque cardíaco, quando você vêm em minha direção eu tenho vontade de enterrar um buraco no chão, me jogar lá e nunca mais sair. Eu sinto, eu realmente sinto que isso não vai ser mais uma das minhas paixonites passageiras. Talvez eu possa estar criando muitas expectativas dessa vez para algo que talvez não dê em nada, talvez eu esteja me iludindo, talvez. Talvez não. Vai saber, né?

Se é recíproco? Eu não faço a mínima ideia — a pior parte disso tudo é não saber o que o outro pensa —, mas espero muito que seja.
Se isso vai dar certo? Eu não sei, mas não custa nada arriscar, não é?

Um comentário:

  1. Oi Eduarda, acabei de conhecer o seu blog e estou amando segui-lo! Vim parar aqui através do grupo United Blogs e super aprovei o seu cantinho aqui. Esse seu texto é um lindo desabafo, muitas meninas sentem o mesmo e conseguem se ver e se encontrar nessas suas palavras. É importante não criar tantas expectativas com relação a um amor, acabamos criando decepções mas o importante é tentar, pouco a pouco, tentar! Se puder, faz um visitinha ao meu blog :3 Beijocas. Te aguardo <3

    Sorriso Jovem | SJ Oficial Fanpage

    ResponderExcluir

— flores no luar —

base by Butlariz and edited by Mari Oliveira