17 de outubro de 2016

Resenha: Simplesmente Acontece

Foto:Reprodução

Olá meus amoreees, tudo bem com vocês?
Hoje eu vim falar sobre um filme que eu AMO, é o meu filme favorito ♥
Eu já falei ele algumas vezes aqui no blog — e não vou cansar nunca, hahah. Já fazia um tempão que eu queria trazer uma resenha do filme aqui, mas eu já tinha várias ideias de posts, e aí só ia adiando e adiando, até que eu finalmente trouxe, hahah.


Quem me conhece sabe o quanto eu amo filmes (e livros) romantiquinhos, eu sou totalmente apaixonada, e com esse filme, com certeza não seria diferente.
Sinopse: Rosie e Alex são amigos inseparáveis desde a infância, experimentando juntos todas as dificuldades. Embora exista uma atração entre eles, parecem viver em negação, protegendo a amizade que tem. A faculdade entra em questão, e enquanto Alex vai para Harvard, Rosie esconde um segredo que deixa seus sonhos para trás. A distância entre eles faz com que nasçam os primeiros segredos e receios, enquanto a vida é passo por um acaso atrás do outro. E com muito drama e risos, talvez o amor vença no final.

Teve muitos momentos em que eu fiquei com muiiita raiva dos dois, mas na maior parte do filme, eles são uns amorzinhos ♥
Eu sou apaixonadaa pela Lily, e qualquer filme que ela faz, eu assisto. Acho que são poucos os filmes que ela fez e eu não assisti. Ela é uma das minhas atrizes favoritas ♥


O filme é bem claro: o amor sempre te encontra no final. Porque, como diz a frase mais marcante do filme: "Eles eram amigos inseparáveis, sendo sempre separados". E o filme consiste nisso, nas idas e vindas do amor, dos dois amigos que sempre se atraíam, não importava o que acontecesse.

E uma das coisas que mais me fez amar o filme, foi o jeito que ele mostra a realidade da vida. Como um simples acontecimento pode mudar tudo. Ela tinha a vida planejada, e tudo vai por água abaixo depois de um pequeno acontecimento, que na verdade, se tornou grande.

Desde os primeiros momentos do filme, eu adoro a amizade deles, amo demais. É algo tão real, sabe? Tão forte, tão profunda. Acho que uma das coisas que mais atrapalharam o suposto romance, é aquele típico medo: se der errado, o amor acaba, a amizade acaba, tudo acaba. Mas se der certo, é algo maravilhoso


O estilo do filme, é daqueles leves, sabe? Gostosos de assistir num domingo, com um sono batendo. De uma história leve, com fatos marcantes, mas o drama não é tão destacado. Na minha opinião, amor entre amigos é o clichê mais clichê de todos no cinema. Mas Simplesmente Acontece, de alguma maneira, foi diferente, conseguiu se destacar, foi diferente de qualquer outro que já tenha visto.

O filme misturou um pouco de tudo: drama, comédia, reviravoltas, e principalmente, claro, romance. E misturar tudo isso em um filme só é uma mistura muito maravilhosa quando se assiste um filme, e Simplesmente Acontece foi perfeito nesse quesito.

Foto: Reprodução

Ah, e pra quem não sabe, esse filme maravilhoso tem um livro ainda — que eu vou pegar emprestado de uma amiga minha para ler. Eu não vejo a hora de começar a ler, e não duvido que seja tão maravilhoso quando o filme é.


(eu ia colocar o trailer do filme aqui, mas na minha opinião, tinha muitos spoilers, e quero deixar vocês livres de spoilers)
E aaah, antes que eu esqueça, esse filme maravilhoso tem NA NETFLIX! ♥
Eu espero muiiito que vocês tenham gostado do post, e prometam que vão assistir, hein?
Beijãoo ♥

15 de outubro de 2016

101 coisas em 1001 dias

Foto: Brandon Woelfel

Ah, eu adoro essa TAG desde que eu ouvi falar pela primeira vez. Faz um tempão que quero fazer essa TAG, mas eu confesso que não sou muito boa em pensar em nem 10 coisas, imagina 101. Mas consegui, e isso foi um milagre. Para quem não conhece, é uma tag que consiste em criar uma lista com 101 coisas que devem ser cumpridas em 1001 dias (quase três anos).
Eu vou sempre voltar aqui para atualizar a lista, ok?

Início: 15 de Outubro de 2016 (12 anos)
Término: 13 de Julho de 2019 (15 anos)
(última atualização: 01.06.2016)

Categoria I: Blog
1: Ter um layout fixo;
2: Fazer BEDA;
3: Alcançar 300 seguidores no blog;
4: Resenhar todos os livros que já li e amei;
5: Resenhar todas as séries que assisti e amoaté o dia que postei esse post;
6: Fazer vários projetos aqui no blog envolvendo todo mundo ♥;
7: Conseguir alguma parceria;
8: Completar 100 posts no blog;
9: Comprar um domínio;
10: Criar um facebook para criar uma página para o blog;
11: Realizar um sorteio no blog;
12: Fazer vários posts [surpresa 😝] comemorando um ano de blog; — tá bem pertinho, hehe.
13: Participar de um grupo de blogueiras e interagir;

Categoria II: Pessoal
14: Adotar um cachorrinho;
15: Ler 30 livros (tanto online como físico);
16: Escrever um diário para cada ano;
17: Conhecer algum famoso;
18: Ver um nascer do sol;
19: Decorar o meu quarto do meu jeitinho;
20: Escrever uma carta, guardar, e ler apenas daqui a alguns anos;
21: Dar um beijo na chuva;
22: Dançar na chuva (HSM \o);
23: Terminar o meu livro;
24: Fazer uma festa do pijama, hahah;
25: Fazer um piquenique;
26: Criar um mural no meu quarto com fotos reveladas de alguns dos momentos mais importantes da minha vida;
27: Doar roupas e sapatos que não uso mais;
28: Tirar o aparelho ortodôntico; — mas vou ter que colocar de novo, affz.
29: Tirar fotos dentro d'água;
30: Ser mais calma, paciente e menos teimosa (de todos esse será o mais complicado da lista rs);
31: Fazer um caderninho de lembranças;
32: Fazer um Scrapbook;
33: Fazer amizade com outra blogueira;

Categoria III: Estudos
34: Começar um curso de inglês; — se Duolingo contar, rs.
35: Fazer curso de decoração;
36: Aprender a cozinhar;
37: Aprender a fazer meus pratos favoritos;
38: Fazer curso de fotografia;
39: Falar inglês fluentemente; — tamo quase lá!
40: Aprender francês;

Categoria IV: Compras
41: Assinar o Spotify;
42: Comprar um notebook/computador melhor;
43: Comprar uma câmera polaroide;
44: Comprar outro celular;
45: Comprar uma câmera;
46: Comprar meu primeiro item da MAC;
47: Comprar bolsas novas;
48: Comprar um Vans;
49: Comprar o The Sims (dependendo do ano né? hahah);
50: Ter todas as expansões do The Sims;

Categoria V: Saúde/Estilo de Vida
51: Engordar alguns quilinhos;
52: Ter uma alimentação;
53: [tentar] Virar vegetariana; — até agora tá difícil, acho que não vou cumprir não!
54: Fazer massagem com pedras quentes;
55: Fazer limpeza de pele pela primeira vez;
56: Parar de roer as unhas e fazê-las toda semana por um mês;
57: Fazer um spa day;
58: Não comer fritura por um mês; — não consigo, desculpa.
59: Tentar gostar comidas que não gosto;
60: Deixar o cabelo crescer muito, para depois doar;
61: Deixar a unha crescer;
62: Usar filtro solar todos os dias, no rosto e no braço;
63: Não tomar refrigerante em lugares que tiver suco; — ZzZz

Categoria VI: Variados
64: Ir à um show;
65: Jogar boliche pela primeira vez (sim, hahah!);
66: Ler todos os livros de Harry Potter; — já tô em Cálice de Fogo, uhu!
67: Mandar cartões de natal;
68: Conhecer algum famoso;
69: Andar de barco de novo;
70: Ir à um parque aquático;
71: Montar um quebra-cabeça gigantesco;
72: Me julgar menos;
73: Comer comida mexicana pela primeira vez;
74: Comer sushi pela primeira vez; — odeio peixe, mas vou tentar.
75: Criar um Bullet Journal;
76: Viver cada dia como se fosse o último;
77: Provar almondegas pela primeira vez;
78: Experimentar macarrons;
79: Assistir várias séries e ficar atualizada com todas elas; — ZZzZzZzZz, o mais difícil da lista, porque todo mês começo uma nova.
80: Encher um cofre inteiro com moedinhas de um real;
81: Criar um canal no YouTube;
82: Tirar um dia do mês pra dormir até não aguentar mais;
83: Ir à um parque aquático;
84: Sorrir para alguém desconhecido;
85: Fazer cookies sozinha;
86: Aprender mais sobre astrologia;
87: Tirar notas melhores; — zZzZzZ, pelo menos POR ENQUANTO, tô tirando umas notinhas boas, menos em matemática e física, é claro!
88: Parar de dormir tão tarde; — pra lista dos ZzZzZzZ. É impossível pra mim isso, todo dia, até quando tenho aula, vou dormir de meia noite.
89: Organizar meu Home Office;
90: Passar o Réveillon na praia;
91: Ir no cinema com mais frequência;
92: Viver cada dia intensamente;
93: Acampar;
94: Voltar a andar de bicicleta;
95: Conseguir ter uma coleção com os box de todas minhas séries preferidas;
96: Jogar paintball;
97: Aprender a fazer um origami;
98: Ir ao teatro;
99: Experimentar alguns donuts pela primeira vez;
100: Experimentar um Frappucino;
101: Conseguir fazer tudo dessa lista antes do dia 1001;

Deus do céu! Achei que não terminaria NUNCA. Quando eu vi essa tag pela primeira vez, achava que seria moleza escrever 101 coisas. QUE NADA! Eu demorei uns 2 dias para escrever isso tudo (mas eu mudei a data de início para hoje), mas finalmente, eu terminei.

Eu convido todos vocês a fazerem também (se não quiser perder os dedos, não faça, mas isso é escolha de vocês, então, de boas) essa tag. É muito legal, e é bem fácil escrever 101 coisas, imagina.

7 de outubro de 2016

Resenha: Terremoto - A Falha de San Andreas

Foto: Adoro Cinema

Oi gentee! Hoje vim fazer a resenha de um filme M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O, que já assisti há algum tempo, mas só esses dias lembrei de fazer uma resenha, acredita?
Sinopse: Depois que a famosa Falha de San Andreas finalmente cede, provocando um terremoto de magnitude 9 na Califórnia, um piloto de helicóptero de busca e resgate (Ray) e sua ex-esposa (Emma) fazem juntos o caminho de Los Angeles para São Francisco tentando salvar sua única filha (Blake). Mas a jornada traiçoeira rumo ao norte é apenas o começo e quando eles acham que o pior pode ter acabado... está apenas começando.

Foto: Adoro Cinema

O filme é daqueles que faz você grudar o olho até o final, sabe?
No filme, acontece muita coisa, muita coisa mesmo, é uma coisa atrás da outra que faz você ficar com o coração disparado o tempo todo. O filme me prendeu a minha atenção até o último segundo do filme.

Muita gente achou um filme um exagero, que não pode acontecer isso jamais. Mas pode sim, viu? Infelizmente, é possível. Ele é chamado de "Big One", e quando acontecer, infelizmente, pode ser que faça tanto estrago quanto fez no filme.

Foto: Adoro Cinema

Acontece muita, mas muita coisa mesmo no filme. Desde tsunamis gigantescos que alagaram tudo, até o terremoto, que é o foco principal, que realmente causou muuita destruição no filme, muita mesmo. O filme tem muitaa emoção, aventura, e principalmente, tristeza e destruição.

Eu fiquei com muita raiva de alguns personagens, muita mesmo. Fiquei totalmente indignada. Alguns (sem spoilers) acabaram que não fizeram nada para ajudá-los e outros, que nem fazia parte da vida deles, ajudaram MUITO.

Um dos meus personagens favoritos favoritos foi Ollie (o primeiro da foto acima), eu ameeei ele, ele é fofo demais, e é muito amorzinho ♥

Foto: Adoro Cinema

Enfim, o filme é maravilhoso, e vale muuuito a pena assistir, vai por mim, você não vai se arrepender.
Cada segundo assistindo o filme vai ser bem gasto

Espero que tenham gostado do post, beijão

5 de outubro de 2016

Se ame do jeito que você é


Esses dias, eu vim me sentindo mais livre, mais leve, de algum modo. Acho que foi porque aprendi a me aceitar, aprendi a me amar.

Ah, tudo bem, é muito difícil. Acredite, eu sei. Sei porque já passei por isso, e, acredite ou não, MUITAS, MAS MUITAS VEZES!

Eu sempre fui do tipo beeem magrinha (que come e não engorda nunca), eu admito que sempre me importava em ter um corpão, ter peito e bunda.
Mas aí, um dia, eu simplesmente acordei, e me perguntei o que eu estava fazendo. Eu estava tentando de tudo para ter corpão, para que? Para os meninos olharem pro meu corpo com malícia? Não, sério, obrigado, mas não. Se for pra ter corpão, quero ter para eu me sentir bem comigo mesma, e não para "impressionar" garotos imaturos que nem merecem nossa atenção.

O.k., até hoje eu sou magra, e os garotos de hoje só pensam em corpo. Um em vinte, no mínimo, não liga pra isso. Nem que eu namorasse pela primeira vez aos vinte anos, mas jamais namoraria alguém que só pensaria no meu corpo. Não que eu tenha, mas, você entendeu.

Muitos me julgavam há uns dois anos atrás, mais ou menos, por ser tão magra (não, não sou tão magra a ponto de aparecer os ossos, mas sou muito magra). E minha insegurança com meu corpo só fez isso piorar, acredite.
Antes, eu deixava eles julgarem o meu corpo, à vontade, processando tudo aquilo e questionando se eu era mesmo tão feia e magra assim. Acho que eles meio que sentiam minha insegurança e falavam ainda mais, e uma hora, apenas parei de me importar, simplesmente.

Atualmente? Aprendi a ser mais segura comigo mesma, mais confiante, a me amar mais, a me aceitar.
E acho que todas as garotas que passam, só precisam disso. Aprenda a ser mais segura e confiante de si mesma, e se lembre: de qualquer forma, seu corpo é maravilhoso, independente do que as outras pessoas falem. Você é magra ou gordinha demais e está gostando de alguém? Se ele ficar desconfortável, ou qualquer outra coisa do tipo, com seu corpo, esqueça totalmente ele e siga em frente. Desencana. Namore alguém que queira ficar cada segundo do dia ao seu lado, que ignore todos os seus defeitos, e aprecie suas qualidades. Que passe o tempo todo ao seu lado.

E, ah, por favor, não namore um garoto só pelo tanquinho, não, por favor, isso é ridículo. É a mesma coisa que os garotos namorarem garotas por causa do corpo. Isso é totalmente ridículo, na minha opinião.
E, por favor, não se esqueça: se quiser ter um corpão para se sentir bem consigo mesma, tudo bem, mas se quiser ter corpão por causa de garotos, PARE! Isso é totalmente doentio.


Fala sério, faça isso parar. Se você tem beleza, beleza, eleve-a. Pois cada pedacinho de você é perfeito.

1 de outubro de 2016

Aproveite cada instante


Sabe, tudo pode acabar agora. Neste instante, neste segundo.

Devemos aproveitar cada instante. Devemos viver sem apegos. Devemos amar as pessoas ao nosso redor como se não houvesse amanhã. Devemos aproveitar cada segundo, cada instante que se passa, porque, talvez, daqui à um minuto você já não esteja mais aqui.
Devemos aproveitar a vida do nosso jeito, viver como se não houvesse amanhã, porque nem sempre existe o amanhã. Ninguém sabe o que acontecerá amanhã. Apenas viva como se não houvesse um amanhã, como se não houvesse nem a próxima hora. 

Dê um abraço gigante em todo mundo que você ama. Sorria mais. Seja mais leve. Apenas viva. Não se importe com a opinião dos outros, faça o que você ama, corra atrás do que você ama e do que você sonha, e seja feliz!

Não perca tempo com moleques imaturos, corra atrás de quem você ama! Apenas viva, viva sem pensar no amanhã. Não faça planos para amanhã, ou daqui à 10 anos. Faça planos para agora. O presente é o que importa, e o futuro, a gente vai construindo, aos poucos, né?

Apenas viva, o máximo que puder, não olhe para trás, mas também não olhe para a frente, porque você pode estar vivinha da Silva hoje, mas amanhã seu coração pode simplesmente parar de bater, mas, e aí? Você tinha feito vários planos para o dia seguinte. Não faça isso. Não deixe nada para última hora,

Eu não fiz esse texto sendo pessimista ou algo do tipo, para dizer que você pode morrer amanhã, eu fiz o texto para mostrar que devemos aproveitar bem a vida, o máximo que pudermos, porque pode ser tarde demais. Apenas aproveite cada instante.
Vá, viva, e seja feliz.

O tempo é curto. 
E aí? Vai usar o seu tempo para que?
— flores no luar —

base by Butlariz and edited by Mari Oliveira