14 de junho de 2017

É o fim?!

Foto: Brandon Woelfel

Eu realmente não sei o que fazer, eu estou perdida. Cerca de três ou quatro meses atrás, eu dei uma pequena pausa no blog por necessidade, mas agora que voltei, pensei que seria com tudo, com mais vontade do que nunca. Mas não foi assim.

Eu estou desanimada, sem muita vontade de escrever aqui... E além disso, o blog perdeu muitas visualizações. Antigamente, chegava a ser 2 mil pageviews por mês. Parece pouco, certo? Mas não é para mim. Desde março não chega nem a 300 pageviews por mês. E isso desanima. Desanima bastante. Mas não foi só por isso.

Isso prova o quanto a nossa forma de pensar muda em tão pouco tempo sem a gente nem perceber. Antes, eu não me via sem esse blog. Era algo necessário para mim. Hoje, eu não vou mentir, nem é mais tanto assim. Eu perdi totalmente (ou algo entre 95 e 99%) do ânimo de antes.

Eu tinha feito vários posts especiais sobre o aniversário de um ano do blog, que inclusive, é hoje. Ainda tá no rascunho, não fiquei muito animada para continuar. Talvez isso seja passageiro, e eu espero que seja, porque não quero ter que apagar o blog. E além disso, não tô tendo muito tempo como antes. Já estou de férias, certo, mas outras coisas andam ocupando meu tempo. Se eu voltar com o blog, eu espero, e tomara que seja com o dobro da animação que eu tinha antes.

Talvez eu dê algumas voltas durante a pausa, mas nada definitivo, talvez. O único post, por enquanto, que eu estou super ansiosa para escrever sobre é o setembro amarelo, campanha sobre a qual eu escrevi ano passado e quero escrever de novo esse ano, como um tipo de "tradição".

Eu ainda vou estar pelo Wattpad (ultimamente só ando lá, rs). Leiam os meus livros/imagines, se quiserem. Eu sei que eu não escrevo muito bem, mas eu realmente amo escrever...

Enfim, eu vou tentar me reorganizar, deixar cada coisa no lugar. Realmente não tenho certeza se quero continuar com o blog, mas eu não quero excluir ele. Isso só o tempo vai me ajudar a decidir.

4 de junho de 2017

Motivos para você começar a escutar BTS agora mesmo


Primeiro, desculpa ficar esse tempo sem postar, mesmo eu estando com o computador de volta, mas a verdade é que eu estava só nos "bastidores" sabe, eu só tava fazendo rascunho dos posts (que só vou postar a algumas semanas) e tals. Mas enfim, vamo pro que importa mesmo.

Faz pouco tempo — menos de uma semana, na verdade — que comecei a me viciar em k-pop, mas é sério, eu não vou mentir; isso tá consumindo minha alma, então cuidado viu, vai que isso é contagioso. E uma das bandas que eu mais amei foi BTS (ou Bangtan Boys, mas quase ninguém usa Bangtan Boys). Claro, a maioria vai falar que é modinha e tals, e que geralmente as modinhas são "ruins". Toda regra tem exceção, certo? E BTS é essa exceção.


ELES SÃO LINDOS DEMAIS
Gente, é sério, a primeira coisa que a pessoa nota é como esses boys são maravilhosos.

OLHA ESSE SORRISO, SOCORRO

É UM POUQUINHO DIFERENTE DO QUE A GENTE TÁ ACOSTUMADO
Não é exatamente diferente, mas tipo, tem mais coisas, sabe. Lá na Coréia do Sul, é uma cultura um pouquinho diferente, muita gente usa termos como bias, ultimate, que são a mesma coisa de crush e marido, respectivamente, rs. Por exemplo, os meus biases são todos, rs. Eles são maravilhosos, mas meu ultimate é Jungkook, meu marido maravilhoso, o maknae (mais novo) do grupo. É esse aí do gif acima, rs.


VAI LEVAR MIL ANOS PRA VOCÊ APRENDER A CANTAR — OU MAIS
É meio esperado por ser coreano, né? Mas tem umas partes em inglês que deixa um pouquinho mais fácil de cantar. O resto a gente se vira pra cantar, né?!


AS LETRAS DAS MÚSICAS SÃO MARAVILHOSAS
É sério, quando eu comecei a escutar, eu já tinha me apaixonado, quando eu vi a tradução...

Eu quero ser o seu amor
Porque você não entende que meu coração é seu
Mesmo se você fingir que não me conhece
Eu não consigo te afastar de mim.


SÃO AS MELHORES PESSOAS DO MUNDO
É sério, eu não tô mentindo. E eles são totalmente normais, como você pode perceber nesse vídeo aqui. Totalmente normais, né? Também acho...

E outra coisa que vocês precisam saber é que geralmente os Armys usam os nomes de nascimento deles. Por exemplo...
JUNGKOOK - Jeon Jungkook (o mais fácil)
SUGA - Min Yoongi
RAP MONSTER - Kim Namjoon
JIMIN - Park Jimin (o mais fácil também)
V - Kim Taehyung
J-HOPE - Jung Hoseok
JIN - Kim Seokjin


E ainda outra é que vai demorar uns dias pra vocês demorarem a diferenciar eles, eu aprendi pelos MV (music videos) e por fotos, mas esse site e esse aqui podem ajudar também.

E é isso mesmo, rs. Espero que tenham gostado do post e de meus amorzinhos. E se você ver esse post e pensar "ah, são aquela banda de gays bem modinha de novo", faça um favor para mim, para as pessoas e para a humanidade fechando essa aba ou simplesmente se jogando de uma ponte.

26 de maio de 2017

Mudar faz bem


OI GENTE! Que saudade de postar aqui. Tava com tanta saudade da rotina de voltar da escola, almoçar e ir direto pro notebook. Eu estive olhando os posts anteriores (que fez o blog parecer um pouco um diário, rs) e mesmo que não faça nem dois meses que postei os últimos, eu já senti uma mudança na minha maneira de pensar, até de digitar. A gente muda, toda hora, todo dia, todo mês. É constante; não para. Uma coisa que você podia amar um mês atrás já está enjoando... Coisa assim, sabe? Nem precisa dar muito exemplo.

E sobre o blog, durante esse tempinho que fiquei fora, eu pensei em MUITAS coisas pra fazer por aqui, algumas vão demorar um pouco, outras não. A primeira mudança foi o layout. Foi feito por mim, por isso não está lá aquelas coisas, mas está do jeitinho que eu gosto. Tem algumas coisinhas incompletas, principalmente a sidebar, mas daqui pra amanhã ele está totalmente pronto, eu acho, rs.

As cores eu deixei as que eu mais amo, que é esse azul navy e esse branco-prateado. Fazia muito tempo que eu queria colocar essas cores no blog.

— flores no luar —

base by Butlariz and edited by Mari Oliveira